O azeite produzido pela Quinta dos Lagares conquistou a medalha de ouro no New York International Olive Oil Competition, o mais prestigiado concurso mundial de azeites da atualidade.

A atribuição da medalha de ouro ao azeite biológico da Quinta dos Lagares, o Zabodez, foi feita por um júri internacional, constituído por 18 especialistas, entre os quais o português Francisco Pavão, e aconteceu no final de abril de 2018, na cidade de Nova Iorque.

O azeite Zabodez deve o nome a um antigo ribeiro que percorria a Quinta dos Lagares, como é referido na ata de demarcação pombalina, na qual é incluída a quinta.

A produção de azeite na Quinta dos Lagares é uma tradição anterior a 1920, ano em que a nossa família comprou a propriedade a um agricultor alentejano que, além de plantar vinha, expandiu a área de olival e instalou uma azenha que esteve em funcionamento até aos anos 1940.

Nos nossos olivais centenários, atualmente mantidos em cultura biológica devidamente certificada, estão misturadas e distribuídas aleatoriamente as variedades Madural, Cobrançosa, Verdeal,  Cordovil, Bical, e Galega, exceto no olival mais recente de um hectare, estreme de Cobrançosa, regado e em início de produção.

Obtido pela utilização de processos exclusivamente mecânicos e a frio, o azeite Zabodez é classificado como virgem extra. Apresenta uma acidez muito baixa (< 0,2), um frutado verde médio e aroma com notas frescas a couve, erva, rama de tomate, maçã verde, tomate verde, casca de banana e frutos secos. Na boca, revela um amargo ligeiro e um picante forte e persistente.

A produção do azeite Zabodez em modo extensivo e biológico é uma aposta da Quinta dos Lagares na qualidade superior e menos na quantidade, estando disponíveis apenas 1500 litros de azeite. Quer encomendar o seu Zabodez? 

Pin It on Pinterest